Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Letters and words

Letters and words

Films for (BIG) children

 

Fiquedescançadoéapenasumtítuloeminglês (ler com a velocidade de um anúncio a um medicamento, naquela parte em que salientam que o medicamento não está sujeito a receita médica).

 

 

Caro leitor,

Fui recentemente ao cinema ver "Astérix e o domínio dos deuses". Filme de animação, para crianças, e, por isso, devidamente munida de uma - requisitada antecipadamente com a devida autorização parental -, para que não me fosse negada a entrada, arrastei-me até um centro comercial próximo de mim.

Fui ver a versão portuguesa, claro. Afinal, o filme não era para mim, mas sim para o meu afilhado, claro. Como qualquer filme com a dupla Astérix e Obélix já sabia o que esperar: pancadaria gratuita, uso excessivo da bebida, milagrosa ou não, e um fim que já se esperava de antemão, um resultado limpinho, limpinho: gauleses 756, romanos 0.

Sabia de antemão que iria ter piada. Achava o tema interessante, mas mais interessante se tornou quando soube que o filme era baseado no livro de 1971 “Astérix: Le domaine des dieux". Impressionou-me a atualidade do tema. Adorei o modo como lidaram com o aspeto mercantil. Adorei mais ainda a surpreendente e nostálgica canção italiana "Sarà perché ti amo". - Não vale a pena revirar os olhos porque de certeza que se lembra da canção.

Notei que para além das inúmeras coisas que ficaram perdidas para as crianças (as piadas sobre o comércio, sobre a burocracia, sobre os empreendimentos habitacionais, sobre as reivindicações laborais, sobre a adaptação aos costumes em voga e a imitação por vezes ridícula aos mesmos e até mesmo sobre a "nouvelle vague" de sorteios onde qualquer um pode ganhar muito), a história era demasiado complicada para a pequenada. Não se trata de uma critica negativa. É mais uma constatação de que muitos destes filmes são secretamente (shhhhhh!) criados para crianças maiores, tipo adultos. Eu sei que na maior parte das vezes há que fisgar também a atenção dos pais, e outros adultos que tais, que levam as criancinhas ao cinema. Mas esta história era para nós. Os miúdos gostaram na mesma, claro. Mas o que perceberam dela, não sei bem.

Caro leitor, se ainda não viu o filme, faça o favor de procurar uma sala de cinema próxima de si e comprove as deliciosa cenas que servem de background à referida música.

Se, por alguma razão de força maior não puder ir ver o filme, ou porque não consegue arranjar uma criança antes que o filme saia de exibição - o processo de adoção em Portugal é um pesadelo - então aqui fica a cena em que aparece a música.

Caro leitor, se por acaso frequentou a FLUP, decerto irá encontrar uma cena muito familiar. Consegue descobri-la? https://www.youtube.com/watch?v=q1v50i-nqXo

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.