Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Letters and words

Letters and words

Hello and Goodbye - parte 1

Caro Leitor,

Retomo o resumo da minha curtíssima visita a Londres...

Depois de fazer o check-in no hotel e de jantar qualquer coisa rápida, tivemos apenas tempo de entrar e sair de um pub bem pertinho do hotel, na zona de Earl's Court. Entrámos, sentámo-nos, e alguém engoliu à pressa half a pint porque dentro de 15 minutos o pub fecharia. À meia-noite em ponto lá a barmaid tocou a sineta avisando que teriamos 10 minutos para acabar as nossas bebidas e conversas e "desamparar a loja". No dia seguinte, o plano era a caminho de Camden, passar pelo Holland Park e dar uma vista de olhos ao Kyoto Garden - recomendação de uma amiga - seguir até Little Venice e depoi,s por volta da hora do almoço, descansar e passear em Camden.

Aproveito para dizer que a melhor coisa que se pode fazer é comprar o Oyster Card - assim não há stresses adicionais, a partir de umas tantas viagens já não se paga mais nada nesse dia e para além de sabermos que o Oyster Card pode ser usado numa outra altura, temos também direito ao reembolso da quantia que estiver lá na altura da partida. Muito bom!

Aproveitando o nosso Oyster Card ao máximo, fomos de metro até à estação mais próxima de Holland Park, andamos às voltas à procura do mesmo - pensava que era só em Portugal que a sinalética era inexistente - mas fica já aqui a indicação que ao sair da estação deve virar à esquerda e depois é a primeira rua à direita. Na entrada do parque há uma placa com o nome.

O parque é verde (e inevitavelmente lamacento nesta altura do ano), pintado aqui e ali com bancos com inscrições, muitas das quais referências a celebridades pouco reconhecíveis. Por volta das 9 horas já passeavam por lá optimistas e corriam desportistas. Cuidado com as indicações, caro leitor, pois devem ter disso colocadas lá por um personal trainer que quer que o visitante ande mais do que  necessário. 15 minutos depois e muitas viragens ora à esquerda ora à direita, chega-se ao Kyoto Garden. Pequenito, mas bonito. Lá encontrará uns esquilos simpáticos e muitas carpas. Até encontrará uma ave estátua...

IMAG8487.jpg

Voltámos ao metro para Little Venice. A desilusão instala-se. Não é nada de especial, poucos turistas se perdem por lá e nós perdemos por lá pouco tempo. Talvez o verão seja mais animado.

IMAG8506.jpg

Rumámos a Camden onde a enchente de turistas nos parecia indicar que iria ser muito bom. E foi. Há muito para ver, desde as bancas em estilo de feira, às fachadas das lojas da rua principal até às aos bazares e lojas indies mais pitorescas (ah, há também uma loja muito psicadélica por lá, que não passará despercebida). Bem, se vai para Camden com aquela ideia romântica de almoçar street food sentado num banco de jardim/parque relaxado, aproveitando o sol de inverno e vendo as gentes locais passarem, desengane-se. Gentes locais poucas se viam, talvez mesmo só os vendedores, bancos com verde à volta não os vi, mas sol havia, lá isso havia.

IMAG8518.jpg

IMAG8541.jpg

IMAG8542.jpg

No fim de tarde, rumámos a Convent Garden e percorremos as ruas mais famosas do centro Londrino, em busca de sítios na lista, desde a Loja de M&M's, à loja de brinquedos Hamley's, às pitorescas "department stores" Liberty e Fortnum & Mason até à Burlington Arcade.

IMAG8606.jpg

IMAG8619.jpg

 

A noite caia suavemente quando chegamos a Nelson's Column. Dai até ao Big Ben foram uns curtos minutos.

london.jpg

london2.jpg

IMAG8637.jpg

Vale bem a pena apreciar esta zona à noite. O Big Ben fica eletrizante e tudo parece mais vivo do que de dia. Caminhámos mais um pouco, passando por Buckingham Palace e pelo St. James's Park. Jantámos em Charing Cross no The Porcupine, um pub com um ambiente relaxante e calmo e com boa comida.

IMAG8665.jpg

Foi um final de dia saboroso!

 

 

 

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.