Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Letters and words

Letters and words

Ponto de situação - 2ª semana (a vida continua)

Caro Leitor!

Muitos trabalhos para corrigir, muitas mensagens para pais/alunos enviadas, muitos e-mails trocados entre colegas, alunos, muitas fotos para postar dos trabalhos dos alunos. MUITO TRABALHO - apesar de não ser tão mau como na semana anterior, em que cheguei a trabalhar bem mais de 8 horas por dia.

As aulas online já começaram: já estou uma pro na aplicação Zoom, já aprendi a fazer testes para serem feitos pelos alunos online, como se fossem formulários e já revi as aulas que tinha preparado e reformulei-as para a versão online. Já ajudei colegas de profissão a inteirar-se coma aplicação.

Já comecei um segundo livro; já limpei o pó a zonas da casa mais negligenciadas; não fui a nenhum museu esta semana; tenho estado ao sol, todos os dias nem que seja por 30 minutos; já consegui concluir a 2ª temporada de Big Little Lies; já falei com alguns amigos; já estive numa fila de supermercado - mas só mesmo para ir para a caixa; já fiz exercício físico, pouco e limitado à casa ou aos vídeos da UPFIT; já vi um documentário (The Biggest Little farm); já vi 3 tutoriais sobre  pintura em aguarela e sobre Monet e a sua técnica  que criou em mim a expectativa de ser capaz de concretizar aquele resultado final  se ao menos tivesse tintas e papel/tela - será que no LIDL ainda há esse material? Quando perceber que não tenho jeito nenhum para a arte posso sempre tentar algo como arte para totós.

Já vi mais umas quantas séries e vários episódios das mesmas (DEVS, THE OUTSIDER, POLLDARK). Já vi filmes pouco interessantes e outros interessantes-  The Invisible Man não está mau. E outros filmes e séries seguir-se-ão porque o trabalho deve abrandar nestas duas semanas.

Hoje já tive uma reunião online com professores, já fiz mais umas quantas avaliações e devo - se bem me conheço - avançar ainda com mais algumas este fim de semana - pois para uma das escolas o 2º período só acaba dia 31 de março.

Eu referi que o trabalho ia abrandar, não disse que ia parar totalmente!

Entretanto, milhares de pessoas morrem todos os dias, a fome já começa a sentir-se em alguns países devastados pelo Covid-19, devido à falta de bens nos supermercados. Há já casos de assaltos a supermercados e as pessoas estão a tornar-se violentas (na Índia). A xenofobia agrava-se e os estrangeiros são vistos como causadores da desgraça. Há relatos de mudanças nas medidas de contenção do vírus, um pouco por todo o mundo, estados que anunciam o lockdown, e um ou outro comentário parvo por parte de líderes. Há pessoas que desesperam por causa da crise no setor do trabalho. Há pessoas que conheço que tem familiares infetados. Há pessoas que afirmam que agora é o momento para repensar a vida que levamos - pergunto-me se depois de isto tudo passar, não voltaremos aos velhos hábitos.

Entretanto, a vida continua!

P.S. Monet pintava a óleo e para terminar uma tela precisava de deixar que a tinha secasse - a primeira camada da tinta, pois o óleo nunca seca verdadeiramente (so I'm told).

Pintava um pouco e depois abandonava a sua tela incompleta e ia dar um passeio pelos jardins em Giverny enquanto a primeira camada da tinta que colocara secava.

Será que é isso que temos que fazer? Abandonar a nossa "tela" por algum tempo para depois a retomar, dando-lhe mais definição, mais detalhe, mais cor, mais vida?...

Claude-Monet-2.jpg