Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Letters and words

Letters and words

Stresa: um casamento e nenhum funeral

Caro Leitor,

Itália é sem dúvida um dos mais belos países do mundo. Lá poderá encontrar tudo o que procura. Entre montanhas e planícies, rios e lagos, ilhas e ilhotas, centros cosmopolitas e vilas pitorescas, estradas campestres perfumadas de lavanda ou campos de girassóis, vales e encostas de ciprestes, oliveiras ou vinhedos a perder de vista, decerto encontrará a sua paisagem idílica. Já para não falar na melódica língua e na gentileza do povo. Aqui poderá encontrará o descanso, a paisagem romântica da sua lua de mel, a história de uma grande império, ou um(a) belo(a) ragazzo(a) italiano(a).

Neste último fim de semana lá dei um saltinho ao norte de Itália. Não para tomar um pequeno- almoço, (as, I'm sure, some do) mas para um casamento. Très chic!

Stresa, nas margens do Lago Maggiore,- aqui fica um pequeno apontamento sobre a pronúncia [ˈlaːɡo madˈdʒoːre] -  foi o cenário idílico escolhido pelos noivos. A pequena cidade é preenchida por ruas estreitas que desembocam em pequenos hotéis e restaurantes, por verdejantes jardins, "villas" de tirar a respiração - ver Villa Muggia, espaço que acolheu o festim do casamento - por grandiosos hotéis com vista para o esplendoroso lago e, ocasionalmente, por americanos que viajam em matilhas.

O lago, como o próprio nome indica, é na verdade um enorme lago da região sul dos Alpes suíços. Situa-se entre o sul da Suíça, no cantão de Ticino, e o norte da Itália entre a Lombardia e Piemonte e é o segundo maior lago italiano e o maior lago suíço. É também uma incrível mostra do fabuloso e luxuoso património da família Borromeu, pois nele se encontram, e facilmente se podem visitar, as ilhas Borromeu (Isola Bella, Isola Madre, Isola dei pescatori). A brevidade do trajeto, os horários e os preços dos barcos para visitar as ilhas são bastante atrativos, por isso deixe-se seduzir por um velho/jovem"marinheiro" que mesmo no centro de Stresa, na margens do lago, lhe vende as diferentes viagens, em género de angariação de clientes. Como o tempo era pouco, visitei apenas Isola dei pescatori e Isola Bella. 10 euros é o custo das viagens de ida e volta (o meu trajeto:Stresa-isola dei pescatori-isola bella- Stresa). Well worth it!

 

Isola Bella faz jus ao seu nome. Com 320 metros de comprimento e 400 metros de largura é inteiramente ocupada pelo Palazzo Borromeo, de estilo barroco com os seus principescos jardins. É mais um palácio com uma belíssima historia de amor: Carlo III Borromeo mandou construir o palácio em homenagem a sua esposa Isabella D'Adda (pergunto-me que asneira terá ele feito, uma vez que a norma é um mero bouquet de flores). Entrada: 15 euros. Caro, mas tendo em conta que visita o majestoso palácio e jardins, bem como uma exposição, e a quantidade de fotos com que de lá sai, valerá decerto a pena o extravagante custo.

 

Isola di Pescatori é a mais pitoresca e rústica das três e, como o nome indica, foi outrora uma ilha de pescadores. Aproveite aqui para almoçar numa trattoria e descanse ouvindo as ondas. Leia as letras pequenas, pois alguns servem comida já previamente preparada (congelada) que depois passa só por um processo de aquecimento.

 

Aproveite para comer um gelato - o meu ritual em terras italianas.  O meu era de frutti di bosco (frutos silvestres) e limone (limão). Deliciosa e refrescante combinação.

 

E enquanto saboreia esta maravilha italiana, aprecie a paz e a paisagem da ilha e das redondezas. Tenha paciência e espere pelo momento certo para tirar aquela foto. No verão, qualquer ilha está repleta de turista. Compre uma lembrança do local: no meu caso, os postais e os ímans para o frigorífico.

 

 

Regresse a Stresa e deixe-se embalar pelo barquinho e desfrute do belo pôr do sol.

Se tiver oportunidade, visite Isola Madre e as outras cidades que abraçam o lago, como por exemplo Angera. A vista da fortaleza  deve ser impressionante.

Muito ficou por ver, pois não foi uma visita planeada. E cada vez mais fico com a certeza que a melhor viagem é aquela que tem um plano. Só assim se consegue visitar o que deveras é importante. Se não acredita em mim, pesquise Lago Maggiore e veja o que eu vi, mas também o que perdi.

Boas viagens!

 

"For however fanciful and fantastic the Isola Bella may be, and is, it still is beautiful." (C. Dickens, 1844)

"I'm up here at Stresa a little resort on Lake Maggiore one of the most beautiful of the Italian Lakes" (E. Hemingway, 1929)

 

 

DISCLAIMER: "No adjectives were harmed in the process of writing this letter." Nenhum adjetivo se sentiu coagido a permanecer ligado a um determinado nome. Todos os adjetivos foram usados no seu mais verdadeiro sentido.

 

 

 

2 comentários

Comentar carta